Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Ministro profere palestra de abertura da Conferência de Segurança Internacional Forte de Copacabana
Início do conteúdo da página

Ministro profere palestra de abertura da Conferência de Segurança Internacional Forte de Copacabana

Publicado: Sexta, 20 de Setembro de 2019, 16h05

Rio de Janeiro (RJ), 20/09/2019 - Nesta sexta-feira (20), a Escola de Guerra Naval (EGN), Organização Militar da Marinha, no Rio de Janeiro, sediou a Conferência de Segurança Internacional Forte de Copacabana. Coube ao Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, proferir a palestra inicial do evento e participar dos discursos introdutórios ao lado do Secretário Parlamentar do Ministério da Economia e Energia da Alemanha, Thomas Bareib.
O General Fernando Azevedo abordou a temática: as Forças Armadas e o Ministério da Defesa no cenário brasileiro atual. Em meia hora, ele apresentou um panorama das atividades envolvendo as Forças Armadas brasileiras. Elencou quais são as preocupações globais e afirmou que o Brasil deve estar sempre em busca do arco do conhecimento.

“Somos muito elogiados na ONU pela participação e pela eficiência nas missões de paz. Temos 270 militares espalhados pelo mundo inteiro. Estamos presentes no Congo e somos líderes de uma força naval no Líbano”, lembrou o ministro, para depois mencionar que o Brasil participou de 40 das 72 missões de paz coordenadas pela Organização das Nações Unidas.

Forças Armadas nos grandes eventos do Brasil

Ao longo da palestra, o General ressaltou que a Marinha, o Exército e a Aeronáutica garantiram a segurança dos últimos grandes eventos no Brasil, como a Rio + 20, a Jornada Mundial da Juventude, a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. Além disso, as Forças Armadas brasileiras foram empregadas em 135 Decretos de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), de 1988 até os dias de hoje, totalizando mais de 8.500 dias em operações.
“Temos que ter Forças Armadas condizentes com o tamanho do Brasil. Somos o sétimo país em investimento nas Forças Armadas na América do Sul”, disse.

Operação Verde Brasil

O Ministro destacou a coordenação do Ministério da Defesa, em parceria com o IBAMA e com o ICMBio, na Operação Verde Brasil, que envolve o emprego de mais de sete mil militares, cerca de 70 embarcações e 15 aeronaves. Mencionou que foram combatidos mais de 500 focos de incêndio em menos de 30 dias de operação. O Brasil recebeu apoio dos Estados Unidos, que enviou peritos da sua Guarda Florestal; de Israel, que cedeu bombeiros experientes; do Japão, que forneceu 998 colchonetes e 330 tendas, e do Chile, que emprestou quatro aviões com capacidade para liberar até 3 mil litros de jatos de água.

“A Floresta Amazônica é a maior floresta tropical do mundo. Ela representa 49% do território nacional. Atualmente, encontra-se preservada e devemos isso aos nossos antepassados. Nós estamos presente nessa área há muito tempo e aumentamos o efetivo de militares de 20 mil para 43 mil, nos últimos 10 anos ”, recordou.

Conferência de Segurança Internacional Forte de Copacabana
A Conferência de Segurança Internacional Forte de Copacabana é o principal fórum sobre segurança internacional da América Latina. Reúne especialistas no assunto de diversos países do mundo. Com o tema “A Quarta Revolução Industrial: Impactos na Segurança Internacional e a Reformulação da Ordem Global”, o evento ocorre ao longo do dia 20 de setembro na Escola de Guerra Naval (EGN), no Rio de Janeiro.
A 16ª edição da conferência tem por objetivo promover o diálogo entre a América Latina e a Europa, na busca de soluções conjuntas para desafios globais. Trata-se de contribuir para o fortalecimento da cooperação internacional sob novas perspectivas em relação a temas de relevância internacional.

Por Capitão-Tenente Fabrício Costa

Fotos: Alexandre Manfrim

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério de Defesa
61 3312-4071

registrado em:
Assunto(s): forças armadas , marinha
Fim do conteúdo da página