Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Brasil sedia Campeonato Mundial Militar de Judô no Rio de Janeiro
Início do conteúdo da página

Brasil sedia Campeonato Mundial Militar de Judô no Rio de Janeiro

Publicado: Segunda, 05 de Novembro de 2018, 10h26

Brasília, 5/11/2018 – O Brasil será palco do 38º Campeonato Mundial Militar de Judô, entre 8 e 10 de novembro, no Centro de Educação Física Almirante Nunes (Cefan), localizado no bairro da Penha, Rio de Janeiro (RJ).

Cerca de 200 atletas de 22 países competirão no ginásio poliesportivo do Cefan, em disputas individuais e por equipes. O mundial militar reunirá atletas de potencias do judô como França, Rússia, Cazaquistão, Sérvia, Holanda e China.

Composta por 18 atletas, a equipe brasileira é formada por nove homens e nove mulheres, que fazem parte do Programa Atletas de Alto Rendimento (Paar) do Ministério da Defesa (MD). Todos os atletas são terceiros-sargentos das Forças Armadas brasileiras (Marinha, Exército e Aeronáutica).

Terceiro-sargento Rafaela Silva, primeira mulher brasileira campeã do mundo no judô

Na competição, destacam-se os judocas brasileiros: Rafaela Silva, categoria até 57 kg, atual campeã olímpica; David Moura (acima de 100 kg), vice-campeão em 2017 e terceiro lugar no ranking mundial; Maria Suelen Altheman (acima de 78 kg), bicampeã mundial militar. Além dos campeões mundiais na categoria júnior: Rafael Macedo (90 kg) e Daniel Cargnin (até 66 kg).

Daniel Cargnin, do Paar, projeta boas expectativas para o campeonato. “Estou treinando bastante, consegui fazer um bom campeonato mundial sênior e penso que tem tudo para que eu consiga um grande resultado”, destaca.

Em evidência no cenário internacional estão: da França, Clarisse Agbegnenou (até 63 kg), atual vice-campeã olímpica e tricampeã mundial do peso meio-médio, primeira colocada no ranking mundial; Marie-Ève Gahié (até 70 kg), vice-campeã mundial neste ano, segundo lugar no ranking mundial; Audrey Tcheumeo (até 78 kg), vice-campeã olímpica e campeã mundial, terceiro lugar no ranking mundial.

Também participarão do mundial o sérvio Aleksandar Kukolj (até 90 kg), segundo colocado no ranking mundial e o russo Niaz Ilyasov (até 100 kg), campeão mundial júnior e bronze no mundial sênior deste ano.

“É uma competição bem forte na qual vários países participam e muitas das atletas estão disputando não só em torneios mundiais, mas também em outros certames”, destaca a judoca Maria Suelen Altheman. Ela integra o Paar e ocupa a quinta colocação no ranking mundial.

O campeonato é um preparatório para os 7º Jogos Mundiais Militares, que ocorrerão, em 2019, na cidade de Wuhan, na China, e para os Jogos Olímpicos de 2020, no Japão. Mais da metade do time militar integra equipe da Confederação Brasileira de Judô (CBJ).

Terceiro-sargento David Moura, vice-campeão em 2017 e terceiro lugar no ranking mundial

Organizado pela Marinha do Brasil, sob a coordenação do Ministério da Defesa e o apoio do Ministério do Esporte, o 38º Campeonato Mundial Militar de Judô faz parte do calendário do Conselho Internacional do Esporte Militar (Cism).

#Rumoaos7º JMMChina2019
#RumoaTóquio2020

Programação

Em 8 de novembro, ocorrem disputas por equipes masculinas e femininas no ginásio do Cefan. As competições individuais têm início na sexta-feira, 9, para as categorias 48 kg, 52 kg, 57 kg, 60 kg, 66 kg e 73 kg. No dia 10, lutam os judocas dos pesos 63 kg, 70 kg, 78 kg, +78 kg, 81 kg, 90 kg, 100 kg e +100 kg.

Às 9h, da quinta, 8, será realizada coletiva de imprensa no Cefan. Para o credenciamento é necessário enviar nome completo e número do documento de identidade para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Histórico

O campeonato mundial militar de judô foi sediado no Brasil em três ocasiões: no Rio de Janeiro, em 1974 e 1989; em São Paulo, em 1982.

Em 2013, o Brasil foi o campeão geral do 36º Campeonato Mundial Militar de Judô realizado em Astana, no Cazaquistão.

A primeira edição de Campeonato Mundial Militar de Judô foi disputada em Viena, na Áustria, em 1966.

Atletas militares

O Paar é executado por meio de parceria entre os ministérios da Defesa e do Esporte. O objetivo é fortalecer a equipe militar brasileira em eventos esportivos de alto nível nacionais e estrangeiros.

Criado há dez anos, o programa tem como característica a inscrição voluntária e o processo de seleção dos atletas leva em conta os resultados obtidos em competições nacionais e internacionais.

Nos Jogos Rio 2016, os atletas militares ocuparam lugar de destaque, conquistando 13 das 19 medalhas obtidas pelo Time Brasil.

Serviço:

38º Campeonato Mundial Militar de Judô

Local: Ginásio do Cefan – Avenida Brasil, nr 10.590 -Penha - Rio de Janeiro (RJ)

Data: 08 a 10 de novembro de 2018

Coletiva de imprensa: 8 de novembro às 9h

#Rumoaos7º JMMChina2019
#RumoaTóquio2020

Por Lane Barreto
Fotos: Reprodução/ Cbj
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

Fim do conteúdo da página