Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Esporte
Início do conteúdo da página

Esporte

Alexandre Manfrim

O Ministério da Defesa atua em prol do desenvolvimento do esporte militar brasileiro por meio do Departamento de Desporto Militar (DDM) da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (SEPESD). O DDM é responsável por todos os eventos desportivos que envolvem as Forças Armadas.

Mais que um estímulo para os militares lutarem e se confraternizarem em arenas desportivas, as competições nacionais da Marinha, do Exército e da Aeronáutica incentivam os atletas na busca da superação, inclusive para atingir melhores índices técnicos, criando oportunidades para o surgimento de atletas de alto rendimento capazes de bem representar o Brasil em competições mundo afora.

O desporto militar brasileiro tem uma longa tradição de títulos, medalhas, recordes e marcas, que, há décadas, enriquece a história esportiva do país. A primeira medalha olímpica de ouro conquistada pelo Brasil foi obra de um atleta militar, o Tenente do Exército Guilherme Paraense, vencedor da prova de tiro esportivo – pistola rápida nas Olimpíadas da Antuérpia, em 1920. Na mesma ocasião, o senhor Afrânio da Costa conquistou a medalha de prata na prova pistola livre individual e a equipe brasileira, composta pelos senhores Sebastião Wolf, Dario Barbosa e Fernando Soledade, conquistou a medalha de bronze na mesma prova, por equipe.

Outro grande atleta da nossa história, João Carlos de Oliveira, o “João do Pulo”, era sargento do Exército e conquistou o tricampeonato mundial no salto triplo, tendo sido o detentor do recorde mundial da prova por mais de uma década.

Em tempos atuais, a cooperação do desporto militar com o desporto nacional pôde ser comprovada durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, ocasião em que o Ministério da Defesa ultrapassou as metas estabelecidas, ao classificar 145 atletas militares para integrarem as seleções olímpicas e conquistar 13 medalhas, das 19 obtidas pelo Time Brasil. Os números foram superiores aos de Londres, em 2012.

Os militares atletas do Programa de Incorporação de  Atletas de Alto Rendimento (PAAR) do Ministério da Defesa deram uma grande contribuição para esse resultado e, graças ao trabalho conjunto das Forças Armadas, do Ministério da Cidadania, dos Comitês Olímpico do Brasil e Paralímpico Brasileiro, das confederações e federações esportivas e dos clubes sociais, continuam se destacando no cenário esportivo nacional e internacional, enobrecendo, ainda mais, o nome do Brasil.

Saiba mais sobre a iniciativa patrocinada pelo Ministério da Defesa voltada à descoberta de novos talentos esportivos

Conheça o órgão do Ministério da Defesa responsável por organizar e estimular a prática esportiva no meio militar

Acesse aqui a legislação do CDMB

Fim do conteúdo da página